Histórico » XI Mostra de Danças e Música do Espaço Rasa

XI Mostra de Danças e Música do Espaço Rasa

Aconteceu no VIGA ESPAÇO CENICO  a XI Mostra de Danças e Música do Espaço Rasa!

Apresentação do trabalho dos alunos durante o ano de 2013: Dancas Clássicas Indianas (odissi e kathak), Danças Arabes, Dança Espontânea e Música Indiana (sitarbansuri) Professores: Andrea Prior (odissi e kathak); Angélica Rovida (danças árabes); Helder Araújo (música indiana) e Otilia Françoso (dança espontânea).

Dia 9/dez (seg) /2013
Horário: 21h
Onde: Viga Espaço Cênico
Quanto: R$ 30 / R$ 15

 

Confira como foi :

MÚSICA CLÁSSICA INDIANA
Prof Helder Araújo
Composições musicais em:
Raga Hansadwani (literalmente, som dos cisnes) é um raga carnático que foi trazido para a música hindustani e normalmente abre o concerto.
Raga Yaman – considerado um dos ragas mais importantes da música hindustani.
Lahara (literalmente onda), é uma melodia repetitiva usada para acompanhar solos de tabla ou pakawaj, e também tradicional em apresentações de Kathak.
Com Sérgio Gonzales (Bansuri); Gregorio Mazzuco (Bansuri) e Julio Lack (Sitar)

DANÇAS CLÁSSICAS INDIANAS – Odissi e Kathak
Prof. Andrea Prior
O Kathak, dança indiana do norte da India, é originário da tradição dos contadores de histórias. O Odissi da região de Orissa (costa leste), iniciou-se nos templos. Ambos são estilos de dança-teatro onde vigor e suavidade, lirismo e beleza se unem para expressar a arte.
1ª parte: O Som na Índia
Nada Brahma – O Mundo é Som
. Aavat Shyam (kathak) “Ali vem Krishna”, ele caminha “gingando”, toca a flauta e encanta as gopis (vaqueirinhas) com sua divina música”. Na tradição indiana, a flauta (bansuri) é a metáfora do próprio ser humano, com seus sete “furos” (chakras) e que só “vibra” ou tem vida, se o sopro divino passa por ele. Coreografia Pt Birju Maharaj
. Batu (odissi) item em devoção ao aspecto bhairav do Deus Shiva. No inicio do item, os dançarinos mostram os instrumentos que acompanham a dança: Veena, Mardal (tambor), Flauta e Manjira (címbalos). A dança evolui para uma série de posturas esculturais com inspiração no Templo do Sol em Konarak. Coreografia Guru Kelucharan Mohapatra, reinterpretado pela Cia Rasananda.

. Mamo Chitte – “Que dança é esta que eternamente dança em meu ser? Corpo e alma respondem ao ritmo, sorriso e lágrima são unidos tal como o diamante e a esmeralda no detalhe da jóia. Na eterna dança, bem e mal, vida e morte, libertação e apego pulsam com o ritmo. Que bem aventurança! A eterna dança, ritmicamente.” Coreografia de Andrea Prior em música de R. Tagore. Cantora: Ratnabali Adhikari, Tabla e Bansuri: Helder Araújo.

2ª parte : O Som no Brasil
Tupã – Tupi – Vibra o céu, Vibram os pés

A presente coreografia, em working progress, foi inspirada pelo mito tupi-guarani que revela o deus Tupã como o trovão, o estrondo, a vibração. Assim como ele é o som primevo, o homem é a flauta em pé, que ganha a vida com o sopro de Tupã que passa por ele. A vibração do trovão no céu alcança a Terra quando se dança, os pés percutindo o solo.
. Movimento – evoluções rítmicas
. Nazani na –
. Benke – “E então o beija-flor, adormecido no coração da gente, acorda, voa e beija a flor que está a um palmo do topo da nossa cabeça…Aí acontece de compreendermos deus…”
Dançarinos da Cia Rasananda:
Kathak: Regina Lopes Casagrande, Priscila Parro e Priya Guyadeen.
Odissi: Debora Carvalho, João Guilherme Miranda, Juliana Carvalho e Mauro Giudice

DANÇAS ÁRABES
Prof. Angélica Rovida
"Crê nos sonhos, pois neles está escondida a porta da eternidade." Gilbran Khalil Gilbran
Dançarinas
Juliana Gallo Dança com véus Tereza Paz: Dança do ventre moderna Regina Fedrigo: Dança com bastão

DANÇA ESPONTÂNEA
Prof. Otilia Françoso
VASALISA apresentação de Dança Espontânea inspirada no livro "Mulheres que correm com os lobos" em processo de pesquisa e criação.
com as alunas do grupo Mulheres em Movimento : Ana Lucia Bainconi, Andrea Lago, Dafne Menegaz, Juliana Diaz, Mariane Wegmann.

 

Confira as fotos no Flickr:

 

XI MOSTRA DE DANÇAS E MÚSICA - DANÇAS INDIANAS ODISSI E KATHAK