Histórico » PROJETO RAMAYANA 2012

PROJETO RAMAYANA 2012

projetos_ramayanaO Projeto Ramayana este ano de 2012 estará mais “transformado” que nos anteriores…

Além das leituras do épico, encontros abertos para meditação/puja, palestras, oficinas integradas de teatro/dança/música, a idéia é encarar o desafio de fazer o épico em 10 episódios, com grupos e linguagens diversas. As apresentações serão em esquema “working progress” com 10 diferentes linguagens performáticas, no mês de novembro.

Uma ideia “épica” para o Ramayana, no ano de comemoração dos 10 anos do Espaço Rasa!

A abertura da celebração 2012, acontecerá no próximo dia 06/out (sábado), com um Kirtan (reunião para cantar bhajans e mantras – cantos devocionais) seguido de um slide-show com bate-papo sobre o RAMAYANA.

 

Ramayana  Diwali 2012

“O Ramayana é uma das histórias mais populares do mundo e faz parte se dua própria tradição ser recontado em diferentes épocas e lugares…” Wiliiam Buck

O Ramayana é um dos épicos indianos mais conhecidos, ao lado do Mahabharata. Ambos são fonte inesgotável da cultura e sabedoria milenar indiana, e possuem valores nitidamente universais.

O Projeto Ramayana, com sede no Espaço Rasa e iniciado em 2009, vem se desenvolvendo, transformando-se e evoluindo a cada ano.

Foram realizadas 3 montagens (2009/2010/2011) reunindo dança, música e teatro para recontar o épico, todas na época do Diwali (festival das luzes) no Viga Espaço Cênico. Ao final das performances, um ritual de prosperidade para a deusa Lakshimi, juntamente com o público, numa grande celebração.

No próximo dia 13 de novembro é comemorado o Diwali na India. Este dia remonta ao momento da epopéia em que Sita e Rama (Lakshimi/Vishnu) retornam para a cidade de Ayodhya, depois de derrotado Rávana, sendo recebidos pelo povo com fileiras de lamparinas (dipawali ou diwali).

Neste dia, haverá no Espaço Rasa um ensaio aberto como parte das atividades artísticas que os 10 núcleos estão iniciando para re-contar o Ramayana em 10 episódios, com 10 linguagens diferentes.

Ao final, faremos um puja para Lakshimi, deusa da fortuna.
Obs: Vir preferencialmente com roupas claras, trazendo uma flor e fruta para oferenda.